Inteligência Artificial, uma pequena introdução…

Saiba mais sobre a Inteligência Artificial, como ela funcionam e para quais aplicações pode ser utilizada.

Olá pessoal, durante as últimas 5 semanas, sempre as quartas-feiras eu trouxe para vocês uma pequena introdução sobre o tema robótica, nada muito aprofundado mas sim uma noção sobre os seus conceitos, exemplos de utilização na automação industrial e até uma aplicação prática e que pode ser feito por qualquer um utilizando o Lego Mindstorms.

Porém a partir de hoje vou escrever para vocês sobre um tema que caminha lado a lado com a robótica e que tem se tornando no ultimo ano, o meu assunto preferido, trata-se da Inteligência Artificial, ou simplesmente IA.

O meu interesse sobre o assunto começou em 2012 quando realizei um curso online sobre o assunto, organizado pelos professores Stuart Russel e Peter Norvig e aplicado através da plataforma de e-learning da Universidade de Stanford no site: https://www.ai-class.com, iniciativa essa que levou os conceitos básicos de IA a mais de 100 mil alunos de todo o mundo, e que hoje está disponível gratuitamente no www.udacity.com

Você pode inclusive assistir ao próprio Peter explicando a experiência durante o TED talk no vídeo abaixo:

Dito isto, pretendo nas próximas, muitas, semanas abordar aqui os temas inerentes ao estudo da Inteligência Artificial, bem como trazer e desenvolver exemplos práticos de sua utilização no nosso dia a dia, e esse conteúdo eu terei como fonte o livro escrito pelos dois professores  e que é um clássico da área chamado: “Artificial Intelligence A Modern Approach”, e o conteúdo do meu professor de Inteligência Artificial, www.niltoncanto.com.br, ou seja não será a minha opinião, a menos que eu deixe isso claro 🙂

Para começar acho válido destacar alguns conceitos básicos:

O que é a Inteligência Artificial?

De modo geral o conceito de inteligência, é definido de diversas maneiras principalmente quando tratado na área de tecnologia, em nosso contexto, podemos definir a inteligência artificial como a capacidade de um sistema computacional tomar a “decisão correta” com base nas informações por ele recebidas, da forma mais próxima possível aquela que um ser humano faria.

Outras vertentes que podem caracterizar um sistema como inteligência é:

  • Capacidade de aprender
  • Capacidade de raciocínio
  • Capacidade de tomar decisão
  • Capacidade de reconhecer padrões

Estas característica são basicamente os objetivos principais do estudo e desenvolvimento de aplicações de inteligência artificial nos dias de hoje, existindo para isso uma série de técnicas e conceitos que discutiremos aqui nas próximas semanas.

Por hoje é só pessoal, espero que vocês gostem do assunto assim como eu me apaixonei por ele nos últimos tempos, na quarta feira que vem tem mais, quando vou explicar um pouco sobre os conceitos de IA Forte e IA Fraca, quais são as caraterística, e como pensam seus defensores.

Até lá!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *